sexta-feira, 14 de março de 2014

Anime

               Oi, meninas, eu estava esse tempo todo sem escrever, por que estava sem ideias,mas, hoje, ocorreu uma coisa que me deu uma ideia: Eu estava só jogando, quando mamãe perguntou quando havia sido a minha última postagem e por que eu não estava mais postando nada, eu respondi que estava sem ideias e ela me recomendou postar algo fora do tradicional, eu disse então que iria ver.
        Chegando na escola, mais precisamente no recreio, eu e minha melhor amiga fomos para a biblioteca ver quantos animes tínhamos acumulado na última noite, eu tinha 99 e ela, 78, ai chegou a ideia de falar disso no blog, começando como eu me interessei pelo animes.

         Foi no dia de um trabalho em grupo, ela chegou com o portfólio de desenhos como faz sempre que tem um desenho novo para me mostrar. o desenho era esse:






          Me apaixonei pelo desenho que, aliás foi o primo dela quem fez e não ela (mais tarde descobri que ele havia copiado da net). Colori o desenho e cobri os detalhes, olhei e amei o resultado final. Ela me disse que tinha outros no computador, no caso tirados do google:









   Amei, ela em seguida me mostrou a série Zero no Tsukaima (ゼロの使い魔, "O Familiar de Zero"). Pronto, essa foi a gota que faltava. Me apaixonei por animes imediatamente. Falando nisso, vocês devem estar querendo saber mais sobre eles, então: 
  Anime, anime ou animé em japonês: アニメ, Animação, é qualquer animação ou desenho produzido com características especificas do próprio, como olhos grandes e traço simplificado. Anime é uma animação originalmente do Japão, mas não restrita somente na região.
A palavra anime tem significados diferentes para os japoneses e para os ocidentais. Para os japoneses, anime é tudo o que seja animação, seja ele estrangeiro ou nacional. Para os ocidentais, a palavra se refere aos desenhos animados vindos do Japão. A origem da palavra é controversa, podendo vir da palavra inglesa animation ("animação") ou da palavra francesa animée ("animado"), versão defendida por pesquisadores como Frederik L Schodt e Alfons Moliné. Ao contrário do que muitos pensam, o anime não é um gênero, mas um meio, e no Japão produzem-se filmes animados com conteúdos variados, dentro de todos os gêneros possíveis e imagináveis (comédia, terror, drama, ficção científica, etc.).
Uma boa parte dos animes possui sua versão em mangá, os quadrinhos japoneses. Os animes e os mangás se destacam principalmente por seus olhos geralmente muito grandes, muito bem definidos, redondos ou rasgados, cheios de brilho e muitas vezes com cores chamativas, para que, desta forma, possam conferir mais emoção aos seus personagens. Animes podem ter o formato de séries para a televisão, filmes ou OVAs.
Mesmo sendo considerados por muitas pessoas desenho animado(cartoon) os animes no Japão são exibidos em horário nobre, e ao decorrer do tempo as grandes empresas de cartoons querem copiar alguns traços dessa marca.
Na época em que o mangá reinava como mídia nasceram os pioneiros animes de sucesso: Hakujaden (A Lenda da Serpente Branca) estreou em 22 de outubro de 1958, primeira produção lançada em circuito comercial da Toei Animation, divisão de animação da Toei Company e Manga Calendar, o primeiro anime especialmente feito para televisão, veiculado pela emissora TBS com produção do estúdio Otogi em 25 de junho de 1962, que teve duração de dois anos.
Logo em seguida, em 1 de janeiro de 1963, foi lançado Astro Boy, baseado no mangá de Osamu Tezuka, já com a estética de personagens de olhos grandes e cabelos espetados vinda da versão impressa. Astro Boy acabou tornando-se o propulsor da maior indústria de animação do mundo, conquistando também o público dos Estados Unidos. Tezuka era um ídolo no Japão e sua popularidade lhe proporcionou recursos para investir em sua própria produtora, a Mushi Productions. Outras produtoras investiram nesse novo setor e nasceram clássicos do anime como Oitavo Homem (Eight Man), Super Dínamo (Paa Man), mas ainda com precariedade e contando com poucos recursos, diferente das animações americanas.
Animes infantis, infanto-juvenis femininos e sobre robôs gigantes acompanharam o crescimento do número de séries semanais durante a década de 1970. Na época, a Tatsunoko Production, criadora de Speed Racer, lançou um título de sucesso chamado Gatchaman (no Ocidente, Battle of the Planets).
Atualmente no Brasil muitos outros animes são famosos, assim como Pokémon, Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball e Yu Yu Hakusho temos : Naruto, One Piece, Hunter X Hunter, Fullmetal Alchemist, Death Note, Bleach, Evangelion, Mirai Nikki, Akame ga Kill, No game No Life, Sailor Moon e muitos outros.

Características

Os animes apresentam características bastante distintas, como o uso de uma direção de arte ágil, enquadramentos ousados e a abordagem de temas variados, como ficção científica, aventura, terror, infantil e romance. É bastante comum, mesmo nas produções infantis, encontrar situações de humor adultas.
Há também na animação japonesa grande presença de personagens bem-humorados, mesmo que alguns tenham uma conotação homossexual. As suas características são reflexos da cultura japonesa, onde não há muita distinção entre homossexuais e heterossexuais, mas fora deste contexto, como no Ocidente, essas ações acabam por ser muitas vezes mal interpretadas, levando em muitos casos à censura e adaptação de personagens.
Em muitas produções pode-se conferir caracterizações exageradas de sinais visíveis de sentimentos, como:
  • Gota de água que aparece do lado do rosto do personagem representando constrangimento;
  • Diminuição súbita do personagem representando vergonha ou medo;
  • Nervos estilizados, aparecendo repentinamente nos personagens representando raiva;
  • Olhos grandes e expressivos;
  • Traço simplificado.
A voz também é um elemento muito importante em um personagem. Elas são selecionadas de acordo com a personalidade dos personagens. Vozes muito poderosas, infantis, estridentes, harmoniosas ou cavernosas fazem parte do universo de qualquer anime, e os dubladores ou seiyu são alvos da admiração de muitos fãs.
  Hoje, eu sou super fã e tenho vários, quem já assistiu, sabe dizer quem são eles!